Hanuman, o humano se espiritualizando

Os seres humanos, fundamentalmente, são o mesmo ou, no mínimo, muito parecidos, em todos os entendimentos e enfrentamentos com o mundo real tridimensional em que vivemos relacionados com os demais mundos denominados “espirituais”.

Por exemplo: segundo a tradição ocidental, o deus Zeus dos gregos teve relacionamento íntimo com várias mulheres na mitologia grega, como Europa (Εὐρώπη), gerando filhos (Minos, Radamanto e Sarpedão).

Na mitologia cristã o Espírito Santo de Deus teve um relacionamento desse tipo com Maria, que daí gerou Jesus.

Hanuman, a divindade hindú com mandíbula de macaco, embora filho de Kesari, foi gerado após sua mãe Anjani ter sido tomada pelo deus do vento Vayú (वायु).

Numa interpretação simbólica sobre os mitos, com o iluminado conhecimento científico proporcionado pelos estudos de Darwin, podemos entender a lenda de Hanuman como a espiritualização do Ser Humano (o homem macaco, o pithecanthropus erectus, ancestral de todos nós humanos).

O resto é somente preconceito e intolerância de quem não entende e quer impedir o entendimento dos outros.

Ainda tem gente que detona Hanuman mas fica pedindo ao Espírito Santo, a Santo Expedito e tantos outros, auxílio em sua fé.

A fé, sim, a fé, é o verdadeiro motor que pode realizar todos nossos anseios.

Jay Hanuman
नमो नमः
Namo Namah!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s