“Isso não tem nada a ver com um levante popular. O povo líbio ama Qaddafi, como eu pude ver quando fui à Líbia”

Quem disse isto foi o primeiro-ministro da Itália, um dos países que lideram o massacre na Líbia
O líder líbio Muammar Qaddafi não está sendo vítima de um levante popular. Essa é a convicção do primeiro-ministro italiano Silvio Berlusconi, que foi um amigo de Qaddafi até que a Itália se tornou um dos países líderes por trás da guerra da OTAN contra a Líbia em março.
Isso não tem nada a ver com um levante popular. O povo líbio ama Qaddafi, como eu pude ver quando fui à Líbia“, disse Berlusconi na sexta-feira (09.09.11) durante uma reunião do partido em Roma.Ele disse que suspeita que havia um complô contra Qaddafi. 
Pessoas poderosas decidiram dar vida a uma nova era tentando derrubar Qaddafi”, disse Berlusconi, segundo a agência de notícias italiana ANSA.
Em julho Berlusconi já havia dito ter sido contra a intervenção da NATO na Líbia, mas “teve que ir junto com ela“, expondo com isso a fragilidade da aliança tentando assassinato Qaddafi. 
Ele acrescentou: “Que escolha eu tinha, considerando a pressão dos Estados Unidos, a posição do presidente Georgio Napolitano, e decisão do Parlamento?

.
.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s